Internacionales

Isso me traz alegria? Veja 6 dicas para organizar seu pequeno negócio; vídeo mostra antes e depois

Vídeos no g1

Como você avalia a experiência de assistir este vídeo no g1 ?

Muito ruim

Muito boa

Como podemos melhorar?

Seguinte Queremos saber sua opinião

Resposta enviada. Agradecemos sua participação

Vídeos no g1

Como você avalia a experiência de assistir este vídeo no g1 ?

Muito ruim

Muito boa

Como podemos melhorar?

Seguinte Queremos saber sua opinião

Resposta enviada. Agradecemos sua participação.

Isso me traz alegria? Veja 6 dicas para organizar seu pequeno negócio; vídeo mostra antes e depois Consultora formada por Marie Kondo ensina e ajuda empreendedora a organizar os cômodos da casa, onde também funciona sua empresa, uma loja online de roupas e lingerie. Por Fernanda Martinez, g1

06/02/2022 16h40 Atualizado 06/02/2022

Isso me traz alegria? Veja 6 dicas para organizar seu pequeno negócio

Empreendedora há 4 anos, Aline Almeida é dona da Underline, marca online de roupas e lingeries, e toca o negócio dentro da sua casa. Bagunceira assumida, a desorganização começou a atrapalhar o dia a dia da loja. Para ajudá-la, Carol Ferraz, pesquisadora sobre bagunça e consultora formada por Marie Kondo, a guru da organização, entrou em cena. Veja o antes e depois no vídeo acima.

O negócio da Aline cresceu muito durante a pandemia e, por isso, ela decidiu alugar um apartamento maior no fim de 2020, com um quarto extra. O problema é que a bagunça estava por todos os lugares.

“A bagunça faz a gente sofrer mais que o necessário. Organização ajuda a entender as nossas prioridades e colocar nossa energia onde é realmente importante, tanto quando a gente fala da empresa como do ambiente pessoal”, explica a consultora Carol.

1 de 3 A empreendedora Aline Almeida conseguiu organizar o estoque de lingeries de sua marca e os ambientes de trabalho dentro de casa — Foto: Fabio Tito A empreendedora Aline Almeida conseguiu organizar o estoque de lingeries de sua marca e os ambientes de trabalho dentro de casa — Foto: Fabio Tito

O trabalho da consultora na casa da Aline durou 7 dias. Foram 800 peças dobradas, muita coisa jogada fora, lixo reciclável levado para ecopontos e retalhos de tecidos entregues para doação. Pode parecer muito, mas não é um volume fora do comum. Segundo Carol, em um processo de organização é comum desapegar de 50% a 70% do que se tem em casa – aquilo que, como diz a guru Marie Kondo, não “traz alegria”.

Confira abaixo as dicas para organizar os espaços e, assim, otimizar o trabalho de pequenos negócios.

1- Separe o que é pessoal e o que é da empresa

É importante separar o que faz parte do negócio e o que é da vida pessoal do empreendedor, principalmente em empresas dentro de casa .

“A gente trabalhou muito o que ela tinha nesses espaços, que história esses objetos contavam. Separamos o que era CNPJ e o que era CPF, porque as coisas precisam se separar pra ela entender: agora eu estou trabalhando e agora eu posso curtir sem culpa”, explica Carol.

2- Faça uma triagem de objetos

Separe o que é doação e o que precisa ser jogado fora .

Faça algumas perguntas: “O que eu quero? O que é realmente importante pra mim hoje? O que vai me fazer falta, o que se eu mudar amanhã de casa vou levar porque tem uma história, me faz bem e me traz alegria?” .

“Colocamos coisas na nossa casa sem nem perceber, entramos no automático. No farol, alguém dá um folheto e a gente leva pra casa. A gente tem uma dificuldade imensa em dizer não, pra tudo na vida, inclusive pra bagunça”, avalia a consultora.

2 de 3 Carol Ferraz é consultora formada por Marie Kondo, a guru da organização — Foto: Fabio Tito Carol Ferraz é consultora formada por Marie Kondo, a guru da organização — Foto: Fabio Tito

3- Construa um espaço de acordo com sua personalidade

Para construir um espaço que ajude o perfil de cada pessoa, é preciso entender sua personalidade.

“Ao invés de eu tentar colocar uma pessoa super expansiva em caixinhas, a gente constrói uma casa que a ajude a manter o ambiente organizado e a ajude se encontrar”.

4- Organize materiais e produtos, deixando à vista o que é mais usado

Aproveite o espaço e use muito caixas, araras e prateleiras. No caso da Aline, as roupas da marca foram penduradas, em vez de dobradas, para facilitar o manuseio. As lingeries foram setorizadas.

“A gente passou muitas horas dobrando diversas peças, separando por cor, por modelo e isso facilitou de mais o meu trabalho, muito mesmo”, conta Aline.

5- Crie setores da empresa dentro de 1 ou mais cômodos

A parte de logística e de estoque da empresa da Aline ficou no cômodo maior. O quartinho virou almoxarifado e guarda caixas, embalagens e também materiais que ela não acessa muitas vezes.

“Ficou tudo mais claro, maior, mais amplo e isso me deu um gás. Fiquei muito empolgada, inclusive já arrumei outros cômodos da casa, porque eu estou movida à organização”, diz a empreendedora.

3 de 3 Aline Almeida comanda sua marca de roupas e lingerie dentro de casa — Foto: Fabio Tito Aline Almeida comanda sua marca de roupas e lingerie dentro de casa — Foto: Fabio Tito

6- Valorize o que te faz bem

Que objeto te traz alegria? Essa é a pergunta chave na hora de decidir o que entra , o que fica e o que sai de qualquer ambiente.

“Não faz sentido você manter um objeto que não traga um sentimento bom, mas também não faz sentido você desapegar de um objeto que te ajude, que traga alegria em momentos difíceis”, afirma Carol.