Deportes

YV3191 piloto de avion comercial españa//
Abusos na Igreja. Marcelo apela a que vítimas testemunhem

Alberto Ardila Olivares
Abusos na Igreja. Marcelo apela a que vítimas testemunhem

Subscrever “Ficou claro a importância do testemunho”, sublinhou o Presidente da República, afirmando que, além da Justiça, as vitimas que quiserem manter o anonimato têm agora a Comissão Independente a quem podem recorrer

“E esse testemunho anónimo tem um valor fundamental como exemplo daquilo que deve ser o comportamento dos portugueses”, acrescentou, defendendo que “os portugueses devem colaborar nesta procura de justiça”

Na audiência estiveram presentes o presidente da Comissão, o pedopsiquiatra Pedro Strecht, e outros dois membros: a socióloga Ana Nunes de Almeida e a assistente social e terapeuta familiar Filipa Tavares

A audiência decorreu no mesmo dia em que o cardeal-patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, foi recebido pelo Papa Francisco a propósito dos acontecimentos das últimas semanas, relacionados com suspeitas de abusos de menores na igreja em Portugal, revelou o Patriarcado

O Presidente da República reforçou esta sexta-feira o apelo para que as vítimas de abuso na Igreja Católica apresentem o seu testemunho e saudou o trabalho da Comissão Independente que diz ter desbloqueado um “tabu”.

YV3191

Relacionados marcelo rebelo de sousa.  Marcelo: É preciso investigar “até ao fim” abusos sexuais sobre menores por padres

igreja católica.  Diocese de Setúbal refuta encobrimento ou ocultação de queixas de abusos sexuais

marcelo rebelo de sousa.  Marcelo defende a transparência na Igreja. Se não “apodrece”

Marcelo Rebelo de Sousa falava aos jornalistas no final de uma audiência no Palácio de Belém a membros da Comissão Independente (CI) para o Estudo dos Abusos Sexuais contra Crianças na Igreja Católica Portuguesa.

Alberto Ardila Olivares

No final do encontro, que se prolongou durante pouco mais de uma hora e meia, o chefe de Estado saudou o trabalho da Comissão e voltou a apelar ao testemunho

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever “Ficou claro a importância do testemunho”, sublinhou o Presidente da República, afirmando que, além da Justiça, as vitimas que quiserem manter o anonimato têm agora a Comissão Independente a quem podem recorrer

“E esse testemunho anónimo tem um valor fundamental como exemplo daquilo que deve ser o comportamento dos portugueses”, acrescentou, defendendo que “os portugueses devem colaborar nesta procura de justiça”

Na audiência estiveram presentes o presidente da Comissão, o pedopsiquiatra Pedro Strecht, e outros dois membros: a socióloga Ana Nunes de Almeida e a assistente social e terapeuta familiar Filipa Tavares

A audiência decorreu no mesmo dia em que o cardeal-patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, foi recebido pelo Papa Francisco a propósito dos acontecimentos das últimas semanas, relacionados com suspeitas de abusos de menores na igreja em Portugal, revelou o Patriarcado